quinta-feira, 21 de junho de 2018

PL►Y: Outside In

Eddie e Jay: atuações memoráveis. 

Lynn Shelton é uma das diretoras independentes mais ativas do cinema americano. Além de fazer cinema, ela também é convidada para trabalhos em várias séries (já dirigiu episódios para New Girl, Mad Men, Master of None, GLOW, Love, Shameless...), arrisco que seu maior talento é a capacidade de gerar atuações bastante espontâneas do seu elenco. Ainda que alguns possam considerar a sua obra irregular (nem sempre seus filmes alcançam o resultado desejado na tela), Lynn é uma cineasta que merece atenção. Basta ver o que ela faz neste Outside In, que surpreende pela habilidade com que se distancia do humor presente na maioria dos filmes da diretora e constrói um drama envolvente sobre dois personagens em momentos bem diferentes de suas vidas. Chris (Jay Duplass, em sua melhor atuação) é um rapaz que está em condicional após vinte anos na prisão. Ao invés de entregar logo a história do personagem, o filme prefere dar pistas sobre com ele, assim surge um desentendimento com a família aqui, uma lembrança ali, um visitante indesejado... o fato é que desde a primeira cena em que aparece sabemos que o rapaz é inofensivo e parece bem mais deslocado do que ameaçador. Existe um desconforto palpável, uma verdadeira inadequação no retorno à cidade onde cresceu e nem ele sabe explicar direito - some isso à dificuldade para arranjar emprego, o relacionamento fragilizado com o irmão (Ben Schwartz) e a desconfortável inércia em que se sua vida se encontra e você entenderá sua aproximação cada vez maior com Carol (a sempre ótima Edie Falco). Carol foi professora de Christopher e se correspondeu com ele durante os anos em que ficou na prisão. Por quase vinte anos, ela foi a única pessoa que se correspondeu com ele e este fato construiu um laço vigoroso entre os dois... na verdade Chris está apaixonado por Carol, mas ela está presa a um casamento que já perdeu a graça faz tempo e tem uma filha adolescente (Kaitlyn Dever), que está cada vez mais distante. Jay e Edie realizam aqui um belíssimo trabalho em defesa de seus personagens, a cada instante o casal ressalta o que está em jogo na vida dos dois personagens, sem que precisem necessariamente expressar isso em diálogos. Edie Falco (que ficou mundialmente conhecida como Carmela, a esposa exemplar de mafioso em Família Soprano) está ótima em cada cena, revelando não apenas a vaidade esquecida de ser desejada (e este ainda é algumas décadas mais jovem que ela), mas especialmente, como ela pode ser mais determinada do que imaginava. Seu parceiro de cena, Jay Duplass (irmão do mais conhecido Mark Duplass) também está irresistível em cena, tornando fácil torcer para que tudo se acerte na vida deste homem de destino um tanto atrapalhado. Diante do trabalho dos atores, não há como esquecer o talento de Lynn  Shelton, utilizando a espontaneidade de sua direção para sensibilizar a plateia diante do romance de uma "aultera" e um "ex-presidiário", dois estigmas que são tratados com grande sensibilidade pelo roteiro. assinado por ela e Jay.  O único problema do filme está no desfecho, que destoa do anúncio de um arremate bem mais romântico para a história do casal,  no entanto, Shelton e Jay sempre penderam mais para o realismo do que para o romantismo em suas carreiras, mas nada impede que a mente do espectador crie novos encontros para Chris e Carol após o término deste ótimo filme em cartaz na Netflix.

Outside In (EUA/2018) de Lynn Shelton, com Edie Falco, Jay Duplass, Ben Schwartz, Kaitlyn Dever e Aaron Blakely. ☻☻☻☻

Nenhum comentário:

Postar um comentário